sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O MISTÉRIO DO SER HUMANO...

... SUA COMPLEXIDADE E SUA FINALIDADE!

Imagem de Pico della Mirandola da Internet

Hoje convidei um autor da época Renascentista para falar sobre o Mistério do Ser Humano. Tenho um livro dele (sim, em alemão!!) faz uns 20 anos e sempre me fascinou seu discurso, suas ideias límpidas e claras - característica dos Renascentistas! Mas não vou me alongar nesta introdução, pois deixo a palavra ao autor do artigo sobre Pico della Mirandola.


1) PICO DELLA MIRANDOLA E O MISTÉRIO DO SER HUMANO


INICIO DA CITAÇÃO DO ARTIGO DO DOC EM PDF DO LINK ACIMA

<<< Giovanni Pico inicia seu Discurso afirmando que leu em escritos árabes que, tendo sido perguntado sobre qual seria o espetáculo mais maravilhoso do mundo, Abdala Sarraceno teria respondido: o homem. 
Resposta que concordaria com a frase atribuída a Hermes:

“Grande milagre, ó Asclépio, é o homem”. 

O autor, então, indaga se sobre o sentido dessas contestações: por qual razão seria o homem um grande milagre? Pelos seus sentidos agudos? Pelo poder da sua razão? Por ser soberano das criaturas inferiores? Estas coisas, reconhece, são importantes, mas “não tais que consintam a reivindicação do privilégio de uma admiração ilimitada” (p. 49). 

Por que os seres humanos deveriam ser mais admirados, por exemplo, que os anjos (criaturas que, na religião judaico-cristã, situam-se entre os homens e Deus)? Para explicar isso, Pico vale-se de um discurso que, à maneira de Platão, mais se assemelha a um mito. 

Narra o autor que, após a construção do mundo, Deus desejou que houvesse nele um ser “capaz de compreender a razão de uma obra tão grande”. Por isso, após tudo criar, pensou em criar também o homem. Dos arquétipos utilizados para a modelação das criaturas, porém, nada havia sobrado. Os lugares do universo também já estavam todos ocupados. Como então poderia ser feito o homem? E qual seria a sua posição no cosmos? Não seria compatível com a inteligência divina desistir da proposta, nem deixar de se superar para realizá-la. 

A solução encontrada por Deus foi a seguinte: como não podia oferecer ao homem mais nada específico, determinou que a ele “fosse comum tudo o que tinha sido parcelarmente dado aos outros” (p. 51). O homem foi criado, assim, como ser de “natureza indefinida” e colocado “no meio do mundo” (p. 51). Não possuindo, portanto, uma “natureza”, uma essência definida e imutável. Sua natureza, indefinida, carece ainda de uma definição, de uma determinação. Para realizar a si mesmo, para se determinar, o homem foi colocado no centro do mundo, ou seja, em uma posição que lhe permite buscar o mais adequado para definir sua própria essência. Imaginando o que Deus disse a Adão quando o criou, Pico diz: 

Coloquei-te no meio do mundo para que daí possas olhar melhor tudo o que há no mundo. Não te fizemos celeste nem terreno, nem mortal nem imortal, a fim de que tu, árbitro e soberano artífice de si mesmo, te plasmasses e te informasses, na forma que tiveres seguramente escolhido. Poderás degenerar até aos seres que são as bestas, poderás regenerar-te até às realidades superiores que são divinas, por decisão do teu ânimo (p. 53). 

O homem, assim, é um ser livre, “árbitro e soberano de si mesmo”. Isso implica que sua natureza indefinida não deve permanecer indefinida. Ela deve ser definida, determinada, como a natureza dos outros seres criados por Deus, como os anjos e as bestas. Ocorre que quem determinará a natureza humana é o próprio homem, ou melhor, cada homem considerado individualmente. A liberdade, para Pico, não é meramente um “dom” dado por Deus ao homem, mas a capacidade de escolher dentre diversas possibilidades. Cada homem, ao decidir seu destino, decidirá também o que é. Poderá degenerar e se tornar semelhante aos animais ou regenerar-se e tornar-se como os anjos. 

Afastar-se ou aproximar-se da perfeição, eis as possibilidades que estão diante do ser humano. A felicidade do homem, diz Pico della Mirandola, é “ser aquilo que quer”. As bestas, ao contrário, desde o momento em que são concebidas, trazem consigo, no ventre materno, “tudo aquilo que depois serão”. Algo semelhante ocorre com os espíritos superiores (como os anjos), que desde a sua criação foram o que eternamente serão. No homem, ao contrário, estão presentes as sementes de tudo, que crescerão e frutificarão “segundo a maneira de cada um as cultivar”. Conclui, então, o autor: 

Ao homem nascente o Pai conferiu sementes de toda a espécie e germes de toda a vida, e segundo a maneira de cada um os cultivar assim estes nele crescerão e darão os seus frutos. Se vegetais, tornar- se-á planta. Se sensíveis, será besta. Se racionais, elevar-se-á a animal celeste. Se intelectuais, será anjo e filho de Deus, e se, não contente com a sorte de nenhuma criatura, se recolher no centro da sua unidade, tornado espírito uno com Deus, na solitária caligem do Pai, aquele que foi posto sobre todas as coisas estará sobre todas as coisas (p. 53). 

Esta passagem mostra que há no homem possibilidades que podem ou não se realizar. A mais elevada de todas é a vida contemplativa, que torna o homem uno com Deus. Neste sentido, o homem é imagem de Deus, pois traz em si possibilidades infinitas, que o tornam criador do seu próprio destino. Como imagem, o homem é um microcosmo, uma realidade intermediária entre o mundo e Deus. >>> FIM DA CITAÇÃO DO DOC EM PDF DO LINK ACIMA


Nota: Hermes é considerado um sábio do Egito, que alguns dizem ser de origem Atlante ainda... muitos mistérios envolvem a figura dele - mas os diálogos são lindos entre ele e Asclépio, em que Asclépio, tal como Arjuna com Krishna, representam  o BUSCADOR DA VERDADE e seus MESTRES representam O ESPÍRITO DIVINO, O REFLEXO DO PAI - lembrando que sempre podemos e devemos interpretar algo em três níveis: 
- físico/material/histórico (portanto relativo); em termos de alma/simbólico/figurativo (pendendo entre o relativo e absoluto) e quanto ao espírito real/imanente/eterno. 

Portanto, todos os Grandes Mestres de todos os povos deixaram suas pegadas nos três níveis e não apenas em um! Parciais são aqueles que apenas querem valorizar o personagem histórico, ou simbólico ou apenas o reflexo divino!

Exemplo: Jesus viveu fisicamente; deixou um amplo legado simbólico a ser decifrado, mas ele também Refletiu, Representou para todos a ESSENCIA, O ESPIRITO DO PAI PLENAMENTE MANIFESTO!

E assim devemos olhar e "ler" a trajetória de TODOS OS GRANDES MESTRES!


2) MAIS UMA FONTE SOBRE O TEMA


SEGUEM CITAÇÕES DA  REVISTA PENTAGRAMA 23/ANO 3

Pág. 5
<<< Todo ser humano, às vezes, se pergunta qual é o sentido de sua vida. Será que há um plano, um caminho predeterminado, pelo qual suas vidas devam se desenvolver? Um plano que talvez seja indemonstrável e indescritível, mas que se imponha continuamente ao ser humano? Algo que em dado momento “está no ar”? >>>

Pág. 6
<<< A redescoberta, no século XV, das tradições espirituais do passado, perdidas ou excluídas, deu novo impulso ao desenvolvimento europeu. Na verdade, a Renascença italiana não trouxe nada de muito novo, porque essas tradições eram sempre mantidas nos monastérios. Também não foi um retorno para uma imagem mais pura da Antiguidade, ou da Cristandade: o que ocorreu naqueles dias foi uma redescoberta do pensamento universal, da Gnosis e do princípio hermético, elementos que deram asas à Renascença. Com efeito, a Gnosis não é somente conhecimento libertador do coração, mas, acima de tudo, conhecimento intuitivo do pensar de Deus. É o ponto de Luz, que deve trazer uma nova primavera para a Europa e deve reaparecer no coração dos homens.>>>

Minha nota sobre Gnosis e Gnósticos:

Quem não costuma ler meus artigos talvez sinta preconceito da palavra Gnosis, pois os Gnósticos foram considerados hereges na Idade Média porque postulavam que o Homem poderia se comunicar com Deus-Pai sem o uso de intermediários! Hoje estamos carecas de saber que a caça aos "hereges", que gerou mortes sem fim, foi pelo medo da Igreja Católica da época de perder o poder. 
Daí surgiu Luthero com sua teologia livre, que provocou um movimento oposto: cada um pode ler e interpretar a Bíblia e assim formular seus conceitos sobre Deus-Pai, etc. 
Os Gnósticos porém, não pendiam para nenhum dos dois lados - eles sabiam que somente um ser humano burilado, purificado de seus conceitos e preconceitos humanos, de seus medos, de suas fortes raízes no material, poderia ouvir a Voz do Silêncio - a Voz de Deus que fala em nosso interior, mas que nosso ego, principalmente de hoje, só preocupado em ter, ter, e ser alguém em termos de ego, não tem chances de ouvir e muito menos de seguir. 

Outro fato que caracteriza o termo Gnóstico, embora ele, em sua real essência, se refira unicamente a quem acessa a Fonte do Conhecimento Divino em si, é que eles também são associados ao fato de acreditarem num Demiurgo Criador, ou um criador desprovido de Deus, que teria criado, inclusive nosso mundo ou Universo (não lembro de detalhes).  Algo que podemos relacionar a Rebelião de Lúcifer para entender melhor. Depois de criado tal mundo sem o consentimento ou participação de Deus-Pai, o Pai se compadece e envia forças em forma de seres e outros, para resgatar a criação das garras do "mal".
Mas alguns insistem em ver os Gnósticos como seitas ou como pessoas que se dizem potentes sem valorizar a figura de Jesus o Cristo - que se tornou Cristo, o Ungido, o Mestre. Pelo contrário: eles procuram praticar aquilo que Jesus falou:
- Sede Perfeitos como vosso Pai o É!
- MEU PAI realiza as obras, não eu (meu eu)!
- Sois a LUZ DO MUNDO!
- O REINO DE DEUS ESTÁ EM VÓS, MAIS PRÓXIMO DO QUE MÃOS E PÉS.

Então, só não entende quem não quer, aliás, cada grupo tiras as frases preferidas da Bíblia, que combinam com sua crença e combatem os que tiram as outras frases da mesma Bíblia, ou que as interpretam a seu modo, mas, não percebem que fazem EXATAMENTE O MESMO!
Portanto, a maturidade espiritual traz claridade - tal como uma criança não entenderia um texto mais complexo, apenas estorinhas, uma alma, com o tempo, entenderá as frases de Jesus e de outros mestres, sem precisar de interpretes - daí sim, esta alma se torna madura, como um ser humano! Até lá, vai ler interpretações daqui e de lá, refletir, ter dúvidas, cruéis por vezes, até maturar tudo... Esse é o caminho da maturidade espiritual.

E quanto a Luthero, este provoca até hoje uma onda nefasta de liberdade, em que todos se sentem donos da palavra, donos da verdade, mil interpretações... cada um fruto de sua mente limitada. Os estragos são similares, a meu ver, do monopólio da Igreja Católica, salvo que errando que se aprende, assim, quem sabe, cansado de tantas teologias o homem perceba que sua mente humana, racional, jamais vai abarcar o divino, Deus, pois seria como chegar a Lua com o avião mais moderno - não adianta! Ao chegar perto do Sol irá queimar e todos tripulantes. É preciso muito preparo e um traje espacial. 

Exatamente o mesmo funciona para quem quer comungar com Deus na Intimidade de seu Ser - ele precisa desenvolver um Traje Especial, para assim poder comungar com Deus - e isso jaz SIM embutido na SEMENTE SER HUMANO - vir-a-ser um ser humano integral, íntegro, inteiro. Este traje especial é um corpo mais puro, mais fino, mais sutil, UM CORPO INCORRUPTÍVEL, diz a Bíblia (afinal nem tudo nela foi distorcido, mal traduzido ou mexido - ainda sobraram parte íntegras, portadoras da luminosa glória de seres que comungaram com Deus - em todas as épocas e idades, em todos os povos e raças, cada um dentro de sua potência!!! E somente isso os diferencia).

CONTINUAÇÃO DAS CITAÇÕES DA REVISTA PENTAGRAMA

Pág. 7 - 8 do PDF / 6 - 7 da REVISTA
<<< Cada aumento das vibrações é acompanhado de uma mudança no modo de vida existente, para que, nessas novas condições, o homem possa se harmonizar com elas. Quando se desencadeou a renovação européia no fim da Idade Média, o objetivo da elevação da vibração era estimular o desenvolvimento da personalidade. A mudança de padrão dos sete raios divinos alterou as condições de vida, e mediante a reação dos homens abriu-se a janela do materialismo. O homem europeu foi forçado a abandonar a couraça eclesiástica e a estrutura feudal. Foi-lhe dado o encargo de formar sua personalidade individual, e num primeiro momento, essa personalidade foi confrontada com a matéria. Do ponto de vista histórico, essa foi a passagem da Idade Média para a Idade Moderna. 

Despertar para a consciência de si mesmo: essa era a tarefa para se poder sair da Idade Média. A atenção da humanidade foi então fortemente direcionada para a imagem do Uomo Universalis, o novo homem. Religião, ciência e arte reagiram com uma multiplicidade de descobertas, formas e imagens, que deviam elevar o homem medieval mentalmente limitado a um nível mais elevado. O novo homem europeu devia ser confrontado com a matéria e com a dualidade da natureza, e aprender a reconhecer o caminho para a natureza divina. 

Portanto, a compreensão da constituição da matéria devia conduzi-lo à definitiva libertação interior, com a conseqüente transfiguração da personalidade e a imortalidade da alma. Vista historicamente, essa ideia derivou da Antiguidade – principalmente da mitologia, filosofia e tradição gregas. É evidente que a semente do desenvolvimento do indivíduo foi plantada ali, mas os dogmas da Igreja travaram esse desenvolvimento por longo tempo, até que um novo impulso minou essa autoridade e a semente da renovação teve mais espaço para germinar. A passagem da consciência mitológica para a consciência mental encontra-se na Odisséia, de Homero. Ulisses venceu o mar (aqui o símbolo do domínio sobre o inconsciente) e diz no fim de sua viagem: “Eu sou Ulisses”. Até onde se sabe, esta foi a primeira vez na literatura que a forma-eu foi empregada, e nesse contexto, a ilha onde Ulisses aportou pode ser entendida como o símbolo da consciência. >>>

Pág. 8 do PDF / 7 da REVISTA

<<< REALIZAÇÃO DO NOVO HOMEM 
Durante e após a Renascença muitos captaram intuitivamente o conceito do novo homem. Esforçaram-se então, seriamente e com grande anelo, no sentido de reagir positivamente à incumbência divina, aproveitando as novas capacidades mentais para aprender o caminho da libertação e segui-lo com autoridade própria. Mas a massa tinha grande dificuldade quanto a isso. Como ainda era muito pouco desenvolvida interiormente, não reconheceu a tarefa. Assim, só pôde utilizar as novas capacidades para si mesma, ou seja, para o fortalecimento e afirmação de sua personalidade. Por causa disso, seguiu-se uma época de materialismo na qual o homem europeu acorrentou-se à matéria mais firmemente do que nunca, arrastando consigo irmãos de outras culturas. Portanto: nenhuma vitória sobre a matéria, mas sim a exploração da matéria, e por fim o submergir na matéria. Assim, o objetivo foi renegado. Afinal, o que está sendo feito do novo homem no limiar do terceiro milênio? O que ainda resta desse impulso para o renascimento interior? >>> 

3) CONCLUSÕES PESSOAIS

MENSAGENS DISSONANTES SOBRE O CAMINHO

O que mais confunde o ser humano ao buscar por Deus e comungar com Ele de algum modo, são as mensagens dissonantes das diversas vertentes.
Mas de antemão preciso enfatizar que o abaixo é uma análise vista sob o prisma negativo, ou seja, do que não funciona ou funcionou. E que em todos os grupos abaixo relacionados e analisados, há um sem número de líderes bons e de seguidores sérios e bem intencionados. E de longe a intenção é atacar alguém pessoalmente, se fosse, eu iria citar um grupo no qual não ocorrem mistificações e isso não existe, pois, em todos eles existem apenas seres humanos, falhos, alguns mais dogmáticos, outros menos, que sempre conseguem deturpar a essência do ensinamento.  

Vamos agora a mensagem dogmática ou impressão dissonante que cada grupo reflete, analisado de modo geral:

Da vertente Católica: 
Só um Sacerdote pode comungar com Deus e ser assim um Mediador confiável; em parte isso é verdade, mas o povo não sabe diferenciar um Sacerdote Santo de um homem comum, vestido com trajes sacerdotais!! - um Sacerdote Santo de fato, corresponde aos Mestres Iluminados do Oriente, que estão um passo adiante de um Sacerdote, pois já realizaram sua Comunhão com Deus, refiro-me aos poucos e verdadeiramente Iluminados pelo Espírito de Deus de forma plena e total! Não a qualquer um que apresente um sinal na testa, trajando uma cor dita de ascética e talvez ostentando alguns poderes.

Da vertente Protestante: 
A liberdade de pensamento acorrentou cada um a sua teologia... digo, a sua teoria sobre o que Jesus e os Profetas e enfim a complexa, e em parte confusa linguagem da Bíblia, significa. Trata-se de uma interpretação falha, pessoal, traduzida por teólogos imaturos espiritualmente - tentam decifrar a letra - mas suas tentativas são racionais, intelectuais, com lampejos de divina inspiração e isso, longe de ser bom, acaba dando a falsa impressão, até para o pastor, teólogo ou não, que afinal conseguiu o número 0800 gratuito de falar com Deus; com sorte não são médiuns que acabam atraindo alguns espíritos zombeteiros que se divertem se fazendo passar por algo divino ou algum mestre, de preferência os ascensionados ou orientais.

Da vertente Esoterista:
Acham que podem realizar um genuíno processo espiritual com algumas receitas caseiras ou um patchwork de receitas e métodos, e assim atingir o que, normalmente, só um processo espiritual paulatino e constante permite: a purificação, a santificação e a posterior comunhão com Deus através de seu Espírito em nós - realizando a União Mística, o Casamento Alquímico, ou como se queira chamar tal processo.
E se de um lado o Pai não tem preconceitos de como cada um se purifica e atinge o estado ideal para comungar com Ele, de outro a questão é se tal método tem a potência para atingir o objetivo em vista - ou tal miscelânea. Essa é a questão chave!

Da vertente (iniciática) Oriental:
Aqui muitos usam os verdadeiros Mestres, que de fato atingiram sua comunhão com o Pai, como muletas e não como Fogos Vivos que queimam suas impurezas e, ao mesmo tempo, alimentam o seu Fogo do Espírito e o fazem virar uma Fogueira Santa, em que Deus-Pai pode expressar-se, pois Deus é como um FOGO VIVO - por isso, se nos aproximássemos Dele com nossa sujeira mental, emocional e corporal, iríamos queimar ao invés de transfigurar! Por isso um preparo, uma purificação é tão essencial via algum método espiritual e no caso oriental, um Mestre realmente liberto do ego, é um Fogo Vivo e assim tem um Campo de Força Transfigurante!

Da vertente (iniciática) Ocidental:
Aqui muitos usam Escolas Espirituais como escolas místicas em que reforçam sua noção de que já estão libertos só porque estão sentados em alguma cadeira de um Templo, alimentado por Fogo Vivo. O maior perigo é o orgulho de uma condição especial, acrescido da ideia de que só nestes Templos pode-se atingir a purificação e a posterior e paulatina comunhão com Deus. 
Pode-se dizer, no entanto, que escolas iniciáticas não existem tantas quantas igrejas, crescendo feito cogumelos, visto que é preciso SIM de uma maturidade espiritual maior para sentir desejo de adentrar a uma escola, ou seguir alguma via em que se priorize somente e apenas o contato ou a comunhão com Deus-Pai! Nada de buscar por outras dimensões, nem outros planetas, nem outros mundos, apenas e somente focar na busca pela COMUNHÃO COM DEUS-PAI, ATRAVÉS DE SEU ESPÍRITO EM NÓS - isso caracteriza não só uma escola realmente iniciática no sentido positivo e superior da palavra, mas é a tônica de todo mestres oriental realmente liberto e de qualquer outra via, com outro nome, que busque apenas por esta FINALIDADE FINAL DA VIDA!

Concluindo: a mensagem mais dissonante ou o erro comum a todos... 
...são algumas frases que Jesus teria dito, e que geraram um erro planetário, diria:

- EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA!
- NINGUÉM VEM AO PAI SENÃO POR MIM!
- EU SOU A PORTA! 
- EU SOU O CAMINHO ESTREITO!

Existe, de fato, SÓ UM CAMINHO, UMA PORTA PARA SE CHEGAR A DEUS EM SI! E não só um método, uma igreja, um templo, uma pessoa, um mestre, um pastor, um meio. Tradução errada! A correta é:

- A UNICA VIA É PELA PORTA DO CORAÇÃO PURIFICADO E SANTIFICADO DE CADA UM!
Esta é a Porta Estreita, pois, num coração purificado, não cabe o eu humano. 
- Ou o ego ou Deus.
- Ou Reina Deus ou reina o ego!
Busquem na Bíblia para ver quantas vezes é citado a palavra Coração! E verão sua importância e sua profunda função como órgão da VIDA e da conexão com O REI DA VIDA QUE É DEUS-PAI!

VERDADEIROS PASTORES DE ALMAS & VERDADEIRO MÉTODOS

- Um verdadeiro Sacerdote, um verdadeiro Santo, um verdadeiro Iluminado, um verdadeiro Mestre, um verdadeiro Pastor, um verdadeiro Padre que já realizaram esta União Interior, ou estão no meio dela, PODEM SIM, DEVEM SIM SERVIR DE GUIA, PASTOR, DE ORIENTADOR! DE FOGO VIVO.

E garanto que em MUITAS igrejas, escolas, mosteiros,  movimentos espirituais independentes, existe UM que está bem adiantado nesta COMUNHÃO  e pode e serve de intermediário, de guia, de irmão mais velho, para ORIENTAR como cada um pode atingir SUA COMUNHÃO, E NÃO para SEGUI-LO, ADORÁ-LO ou torná-lo um mero ÍDOLO.

O grande preconceito que existe em TODOS os grupos acima mencionados, é que cada um se considera o detentor da única chave, do único método de realizar sua purificação, santificação e posterior união com DEUS/PAI por meio de seu Espírito em nós, dito de modo simplificado que todos entendem.

O dito acima, no entanto, não exclui o abaixo: 

- Existem sim métodos mais potentes, mais atualizados, de grande porte, mais condizentes com algumas raças.
- E existem métodos menos potentes, menos coletivos, menos conhecidos, mais antigos.
MAS o que torna um método potente a nível individual é o grau de compatibilidade com sua alma!

Portanto:
- Existe só um CAMINHO PARA DEUS... que é  encontrar Deus em Ti!
- Mas existem muitos MÉTODOS para encontrar Deus em Ti!

- Ou seja:
NINGUÉM VEM AO PAI SENÃO POR "MIM"!
- pelo ESPÍRITO DO PAI EM TI E EM TODOS!
Assim fez Buddha, assim fez Lao Tsé, assim fez Krishna, assim fez Jesus, assim fizeram TODOS, inclusive os incontáveis ANÔNIMOS  que atingiram a Comunhão com Deus em silêncio, servindo sua comunidade local, sem alardes, sem arrebanhar, mas VIVENDO DEUS no seu dia-a-dia e inspirando a tudo e todos!

-  E dos inúmeros MÉTODOS que existem disponíveis para realizar a sua purificação, santificação (que significa se tornar curado, liberto das garras do ego) e assim poder realizar SUA COMUNHÃO COM DEUS - existe UM com o qual você vai simpatizar e por isso ele será potente para ti e, suficiente, e caso não for, pois as vezes é preciso mudar de método por várias razões, mas se isso for necessário para sua alma, ela, inspirada pelo Espírito, o conduzirá sabiamente no devido tempo!

Então, vamos parar de achar que só meu caminho, meu método, minha igreja, meu mestre, salvam, libertam, garantem o acesso a Deus, ou como se queira chamar esta VIA ESTREITA... onde o ego não tem vez! 
OU REINA DEUS EM TI OU REINA O EGO! 
E isso que Jesus quis dizer, no seu sentido maior, quanto ao fato que o homem não pode servir a Dois Senhores!
TAMPOUCO vamos cair na ingenuidade de achar que basta ter boa vontade, basta ter uma pitada de conhecimento, basta ter um método que parece bom, para realizar sua Santificação, ou seja, ficar curado do mal de ego!!! Isso exige SIM um método potente, tendo por detrás uma FONTE POTENTE! 
Já a Purificação elementar dos três corpos (ou três templos, usando a Linguagem iniciática Cristã que poucos cristão entenderam até recentemente), pode ser realizada por inúmeras vias, até via Psicologia.

Sendo assim, se de um lado existe O MONOPÓLIO DO MÉTODO ÚNICO, de outro lado existe A INGENUIDADE QUE QUALQUER MÉTODO tem o poder de realmente realizar o potente trabalho de libertação do ego - ou da santificação para os que preferem este termo.
Ou que o Homem pode salvar-se a si mesmo! 
Libertar-se do ego por si mesmo.
Sim. Alguns realizaram isso, mas eram Almas Maduras, em que faltava um último passo!
Todos os demais - que somos nós BUSCADORES - precisamos de algum MÉTODO <e> FONTE potente o suficiente.

Portanto, não importa o nome, a origem, a raça, IMPORTA A POTÊNCIA, seja do método, seja do Mestre, do Sacerdote, sabendo que não se trata de potente em termos de poderes - cuidado com os que ostentam tais poderes, podem ser poderosos, mas não necessariamente seres a caminho ou em comunhão com Deus! Pois temos em nós, cada um, latentes, poderes incríveis, que podem ser - e são - usados por magos cinzas (muitos pastores caíram nessa rede e acham que os esoteristas estão perdidos!), magos negros (os que conscientemente buscam o poder como forma de manipular) e pessoas comuns, que sem querer acessaram tais poderes, e se deslumbram e não sabem quais perigos estes representam, inclusive para as glândulas do ser humano, ou você achou que os órgãos do corpo humano só regem as funções orgânicas?
Nosso corpo é um organismo complexo, multidimensional SIM, palavra batida, mal compreendida, mas que exemplifica, em alguns casos, com perfeição o que se quer dizer! E assim como o Coração responde pela vida física <e> espiritual, as glândulas e outros órgãos também correspondem a facetas espirituais do ser humano.

FALSOS GUIAS & TERMOS MAL COMPREENDIDOS

Qualquer pastor, ou contatado por Etes Evoluidos, líder de alguma linha oriental e outros casos similares, que tem acesso a alguma forma de poder, seja via conhecimento, via carisma e caem na tentação de se deixar idolatrar, mesmo que digam que Jesus realiza tais milagres - já são vítima das sutilezas e artimanhas de seus egos, por isso é perigoso se tornar ídolo, guia SE teu próprio ego ainda estiver latente, que seja apenas um filamento, ele renascerá das cinzas, vigoroso e forte, alimentado pelos seus seguidores!

Sim, serão segui-dores! 
Colherão dores para sair desta malha e os tais líderes mais ainda!

Estes falsos pastores, mestres, líderes existem hoje aos milhares, vindos da igreja católica, protestante, dos caminhos orientais, da vertente esotérica popular, sempre ceifando buscadores ingênuos, que não sabem diferenciar um servo do PAI, de um que quer servir a seu ego - claro que o grande drama está NO FATO em que muitos dos falsos guias, NÃO SABE QUE ESTÁ SENDO VÍTIMA DE UM EGO ALTAMENTE SUTIL E CANASTRÃO! 
Outros, no entanto, ao perceberem, já não conseguem mais soltar o "osso" e outros, de fato, são usurpadores e o fazem cientes que querem ser líderes idolatrados e usam qualquer via que lhes seja mais afim, de acordo com suas crenças ou práticas, lembrando que a palavra Esoterismo ganhou uma conotação negativa, pois ela implica num conhecimento discreto, secreto, daqueles que descobriram Deus em Si e o realizaram ou sabem de um método para realizar a Comunhão e o mantiveram em segredo por dois motivos:

- Porque as almas mais imaturas não conseguem compreender tal objetivo, pois ainda nem possuem um ego maduro suficiente para ser entregue, ser sacrificado no altar divino!
- E também porque, algumas vezes, alguns métodos causariam estranheza, não porque sejam negativos (nada de rituais macabros ou suspeitos), mas porque almas imaturas são como crianças, a quem a gente não explica tudo e muita coisa precisa ser feita às escondidas para justamente não ter que explicar algo que efetivamente não vão compreender! Ou então usamos estorinhas, parábolas, como Jesus fez.

E do mesmo modo como Luthero abriu as portas à interpretação livre da Bíblia e gerou centenas de movimentos pobres em sabedoria real, provinda do contato genuíno com Deus-Pai em si, do mesmo modo o acesso facilitado desta época às Escolas Iniciáticas e seus conhecimentos secretos, de como realizar a comunhão com Deus em si, passo a passo, gerou inúmeros movimentos onde se imitam os conceitos, até as práticas por vezes, como papagaios místicos, gerando um sem fim de experiencias místicas duvidosas, astralinas, sem fundo espiritual nenhum, acessando apenas o subconsciente astral ou quando muito mental, mas sem acessar jamais o "céu" - nome dado na Bíblia - que é a esfera onde vive o Espírito do Pai! 
Este céu está mais próximo do que mãos e pés... pois o Ser Humano, dito de modo simplificado, é um ser complexo, com várias camadas, como uma Cebola. E ao contrário do pensamento ocidental ou bidimensional, onde o céu é em cima, o céu do pensamento oriental, onde vive o Espírito, fica no Centro, no Coração da ... cebola, digo, do ser humano ;-)) 

Importante ainda é mencionar que existem sim, escolas secretas negativas, onde se desenvolvem poderes ditos de espirituais ou extrassensoriais, para fins egoístas, no melhor dos casos! E no pior... nem quero falar, pois apenas suspeito, mas nem me atrevo a ler sobre isso.

Portanto, existe SIM um perigo em se seguir qualquer via, qualquer pessoa que pareça boa, que parece ter algum conhecimento de valor - e pode até ter - mas não tem o PODER QUE EMANA DOS QUE JÁ REALIZAM A COMUNHÃO COM O PAI - e justo este PODER, fruto do contato com o Espírito do Pai, que muitos dão nomes simbólicos ou místicos, tais como ÁGUA VIVA, FOGO VIVO, O LOTUS SAGRADO, O DIAMANTE, A ROSA DO CORAÇÃO, enfim... é que TRANSFORMA, TRANSFIGURA nossa personalidade e a liberta das garras do ego - pois a PERSONALIDADE é essencial, necessária, é um instrumento que foi sendo maturado e formatado até hoje, desde o alvorecer das raças - e em paralelo, por meio da maturação do agir, sentir e pensar, que se gerou um ego, um senso de identidade, de eu, formatado por mil eus hoje em dia, um eu cultural, racial, social, profissional, pessoal, etc. que se julga o dono da personalidade! Ela foi criada e maturada para ser o VEÍCULO DE EXPRESSÃO DO PAI - tal como uma Lâmpada foi criada para servir de EXPRESSÃO DA LUZ ELÉTRICA!
Se a gente colocar um vela, também vai iluminar, mas vai ser uma iluminação mais fraca e de curta duração - assim os egos morrem e nascem outros... somente A LUZ GERADA PELO PAI É ETERNA E ILUMINA E TRANSFIGURA quem dela se aproxima e mais ainda QUEM DELA SE ALIMENTA!
ESTE É O PÃO VIVO! O PÃO DIVINO, que Jesus, e todos os Grandes de todas as raças, sempre distribuíram a mãos cheias... para saciar os que tem fome de DEUS, DA LUZ, DA ETERNIDADE.

JESUS DISSE: VOS SÓIS A LUZ DO MUNDO!
Sim, em essência, em potência, em semente já somos, já temos a LUZ, que é do PAI, MAS FALTA ALGO ESSENCIAL; purificar nossa Lâmpada das mil sujeiras, dos mil eus, pois a Lâmpada é a Personalidade que agora tá potente, madura, como um cristal, na Idade Média ainda era uma lâmpada tosca, de vidro grosso, que mal permitia o aflorar da luz, dito em termos coletivos, pois SEMPRE houveram almas maduras que já refletiam a Luz na potência necessária à época! Isso é outra chave: 

- Cada época permite a vinda de um Mestre mais potente, pois os humanos estão cada vez mais maduros... alguns apodrecendo de maduros, pois ao invés de transfigurarem suas personalidades, as vivem em tal intensidade, que as cristalizaram ao invés de as cristificarem, usando um termo cristão! Pois tornar-se igual a Cristo é tornar a frase "sede perfeitos como você Pai o É", REALIDADE! VERDADE! VIVÊNCIA DE PRIMEIRA MÃO! 

ESTA É A FINALIDADE DA VIDA: 

SERMOS PERFEITOS COMO NOSSO PAI O É!
COMO JESUS, O CRISTO O DEMONSTROU - LEGANDO-NOS SEU EXEMPLO.
COMO TODOS GRANDES DE TODAS AS RAÇAS DEIXARAM SEUS EXEMPLOS.

Falam que Jesus foi o maior entre todos, isso é verdade no sentido que o último dos Mestres ou Avatares Planetários sempre é maior que o anterior, não porque o anterior era menor, mas porque nossa capacidade de compreensão se tornar MAIOR A CADA SÉCULO! A Humanidade cresce e amadurece como um ser humano, assim, quanto mais maduro um ser, maior pode ser seu mestre porque maior capacidade de absorção terá.

Alguns poderiam argumentar que basta a pureza de coração - sim, isso também é verdade - um não exclui o outro - podemos fazer jus a um conhecimento mais potente seja pela pureza, seja pela maturidade. Porém, se usarmos novamente o exemplo do ser humano, veremos que uma pureza ingenua e inocente, embora potente, não é sinônimo de virtude, assim, a verdadeira pureza deve ser uma conquista da maturidade - voltarmos a ser crianças, como Jesus simbolizou este processo, em que um ser maduro percebe que terá que deixar todas as riquezas - antigamente eram ou riquezas materiais ou quanto a sua religião e dogmas - hoje temos que deixar um amplo capital para trás de conquistas pessoais, sejam intelectuais, morais, de bondade, de conceitos sem fim... pois, no Reino do Pai não reina a moralidade humana, nem a justiça humana, nem a bondade humana, nem a beleza humana, nem nada humano, por isso temos que deixar tudo para trás e isso é algo difícil, mais fácil é nos entregarmos a Deus quando ainda menos maduros, menos carregados de valores, a maioria duvidosos, radicais, dogmáticos, pessoais demais. 
Neste sentido que HOJE podemos e devemos entender a frase enigmática de Jesus (embora haja outros significados pelo que li uma vez e não lembro agora):
- É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no reino dos céus.

Ora, hoje nossa riqueza é tudo isso que citei e mais: famílias, amigos, status e enfim... sem fim... 
Pois haja cansaço da vida para que uma alma "rica assim", queira buscar o Reino do Pai e se desapegar de todo o mais, pois, como já vimos, a partir de certa etapa da jornada, temos que optar entre servir a Deus, ou aos eus!

DIFERENÇA ENTRE MESTRES E AVATARES

Acho oportuno mencionar o acima em minhas palavras, sem entrar em análises mais amplas quanto a grande diferença entre Mestres e Avatares Planetários, é que os últimos, via de regra, já são almas puras, libertas, e que vem à Terra apenas para servir! 
Os demais se libertam aqui, as vezes em tenra idade, sem mestre, sem guias, pois também são almas maduras, outros levam décadas para atingir a libertação do ego, por diferentes meios, vias, métodos.

O PODER DAS PALAVRAS DE UM LIBERTO

Oportuno também é lembrar que toda frase dita por um alto Iniciado, por um Liberto, por um Mestre (pois, já disse o Tibetano, que ser um homem liberto é uma coisa, ser um mestre liberto é outra, mais potente, afinal, a Jornada para o Pai SE INICIA COM A COMUNHÃO, mas não se finaliza com ela!!! Portanto, paremos de ser tão prepotentes!).
Voltando: uma frase dita por alguém que já vive em Comunhão com Deus de forma constante ou definitiva, tem o poder de ser interpretada em vários níveis.
Assim, pode-se traduzir a frase de Jesus, também como não podemos servir ao Mundo e a Deus. O Mundo personifica, em níveis coletivos, os frutos do ego humano, e Deus, simboliza coletivamente, a grande meta dos que já não vivem mais do ego. 

Bem, agora alguns de vocês vão pensar:

- Nossa, a Helena acho que já se iluminou - já realizou a tal da Comunhão... prá saber tanto...
Triste notícia: não realizei a comunhão ;-(, sim, por vezes a senti, algumas vezes forte, outras menos e recebi muita coisa por inspiração, principalmente quando escrevo, mas não, ainda estou longe... o que tenho é um mental brilhante (hehehe - modéstia à parte ;-), porém um mental não meramente intelectual, embora seja verdade, li muito, mas também experimentei alguns métodos e caminhos e observei outros e pessoas e seus resultados, sejam novos ou antigos, refleti muito e concluí o acima com base nisso tudo e aguardo ansiosa no dia que meu Espírito se tornar acionista majoritário desta personalidade ;-) - céus, os tais 51% já bastam para dar um xeque-mate no egão e ele começar a encolher seu poder!
E embora um mental forte possa ser um grande empecilho para a entrega dos "eus" a Deus, tudo depende: ele também pode servir de portal, pois cansado de tentar entender tudo via mente, chega um dia que a entrega plena e satisfatoriamente! É melhor fazer uma entrega madura, do que imatura! Melhor entregar a Deus um talento realizado do que um talento frustrado ou mal usado, seja por medo ou por qualquer outra razão.

Enquanto isso, vou escrevendo sobre o tema, por que tudo pode servir de alimento para fortalecer o contato com o Espírito do Pai:
- Lendo material elevado, escrevendo sobre isso, refletindo a respeito, apreciando obras de arte de alto valor espiritual, cantando canções que elevam nossa vibração e até dançando, sim, porque todas as formas de arte, em sua origem, eram instrumentos de expressão e/ou de acesso ao Divino - e a dança, como as outras artes, tinha por objetivo perder o senso do eu, tornar-se a dança, dançada... por Deus em Ti!

Hoje, típico da Idade do Ferro (ou ali Yuga),onde todos os valores estarão sendo vividos de forma invertida, onde o ladrão, o astuto é notícia, e o santo e o sábio são figuras mitológicas, quase que a maioria das formas de artes apenas expressam nosso eu, por vezes um eu estressado, conflitante, cansado, ou exótico, ou apenas um eu amante do belo em sua forma natural - menos mal!

Portanto, se você tiver uma veia artística, busque torná-la uma forma de perder o eu e deixar Deus em Ti, o Espírito, a Essência, a Presença, o Self, o Atman, ou seja o nome que lhe for afim, deixe-O EXPRESSAR-SE ATRAVÉS DE SUA ARTE!

Vamos tornar a ARTE NOVAMENTE COMO FORMA DE EXPRESSAR DEUS em nossas vidas e meio cultural. Assim como nós mesmos, vamos buscar um MEIO, UM MÉTODO que nos faça sentir que possa nos preparar para sermos INSTRUMENTOS PUROS DE DEUS!

SEJAMOS INSTRUMENTOS AFINADOS... A EXPRESSAR A SINFONIA DIVINA!
Seja cantando, tocando, pintando, dançando, cozinhando, educando, orientando, consertando sapatos, criando móveis, construindo casas, dirigindo uma cidade, afinal, uma vez AFINADO COM DEUS, qualquer ofício se tornará SAGRADO - SANTO; DIGNO - DIVINO.

Se tornará um SACRO-OFÍCIO e não mais um sacrifício, 
pois o eu já terá se sacrificado em favor de D.eus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.