domingo, 14 de agosto de 2016

NAVES TIPO CHARUTO

Imagem Internet
(Sem querer fechei o link onde achei a imagem e ao buscá-lo não encontrei!)


Em casa quase todos já viram uma nave ou várias naves em diferentes épocas, de diferentes tipos, incluso minha Mãe!
O relato abaixo refere-se apenas a naves tipo charuto:

- Dia 12.8.2016, no retorno do Cerrado, já tendo passado por Ponta Grossa, acho que pelas 17h00 aprox., o sol ainda bem forte, vejo um charutão negro ao lado do sol de tamanho bem considerável – impossível de ser ignorado! Primeiro pensei ser um balão e nem comentei nada, mas depois vi que era estranho, pois era um charuto e não tinha detalhes, pelo menos não do ângulo que pude vê-lo. Então decidi fotografar, mas pelo visto não acertei o alvo, pois estávamos andando na BR e logo em seguida o perdi de vista pelo ângulo do carro. E como ele não se movia, nem estava estático, mas oscilava de um lado a outro, supus ser um balão, mas negro? E porque no formato charuto? Prá enganar curiosos, achando que é nave?
Quem procura acha: veja o que achei no blog do link abaixo! Vá até a metade, lá vai ver uma foto de um balão tipo charuto, exatamente como este que vi dia 12.
Que pena... achei que tinha visto uma nave-charuto... mas aproveito para registrar a visão de 2015, que, talvez, tenha sido sim uma nave tipo charuto, pois um balão iria refletir tão intensamente a luz solar? E ficar estático, na vertical?



- Dia 24.3.2016, indo de bus para Curitiba, o sol se pondo, na altura de São José dos Pinhais, vejo um palito dourado atrás do sol – ainda pensei: bem, não pode ser a Vênus, pois que está muito cedo para ela aparecer e, além disso, parecia um fósforo, com as pontas acesas de ambos os lados, de onde saia um lampejo. Na medida que o sol ia desaparecendo, o objeto ficou nítido, embora bem longe, parecendo um palito de fósforo, só que agora totalmente negro (ou grafite), sem brilho algum – era o reflexo do sol sobre o objeto que o fazia ser dourado e com brilhos nas extremidades e... deveria ser metálico para refletir tão fortemente o dourado do sol! Quando lembrei de fotografa-lo não consegui, visto que tinha recém adquirido um celular novo e não havia ainda feito nenhuma foto com ele e na medida que entramos em Curitiba os prédios tiraram a visão do mesmo!
PERGUNTA: alguém por acaso registrou um dos casos ou sabe de alguém que o fez? Principalmente o do dia 12 de agosto para confirmar tratar-se de um balão solar?

- Nave charuto avistada por minha Mãe e irmã mais velha aprox. em 1962, em Maripá, Paraná! Estavam indo em direção a então pequena vila, era noite ou noitezinha e então viram um objeto em forma cilíndrica (na época ainda não existia o termo “charuto” na linguagem popular), do qual saíram vários objetos menores (algo que hoje sabemos ser comum). Tanto minha irmã como minha Mãe ainda se lembra nitidamente deste fato!
- Eu viajei num disco-voador... em formato de charuto, disse Chico Monteiro! Este foi o livro que achei ao acaso pelos sebos de Curitiba há tempos e até publiquei um artigo a respeito (que fui rapidamente reler e o curioso é que achei o livro citado em agosto do ano passado – será mera coincidência? Pois cá estou de novo, em agosto, falando sobre o tema!).


Bem, estou esperando visita e encerro por aqui o artigo, anexando ainda rapidamente alguns links com imagens sobre naves tipo charutos que achei de cara via Google!
Nossa... desisti de anexar imagens pois achei um vídeo incrível, deste ano, em Africa do Sul.

Nave charuto filmada em Abril de 2016 – África do Sul
Incrível, o charuto que eu vi era exatamente assim, com o detalhe: ele não voava nem na vertical nem na horizontal, mas parecia “oscilar” de um lado a outro... enfim... foi tão rápido e como disse, na hora achei que daquele tamanho só podia ser um balão e então não levei tão a sério o fato e depois o perdi de vista pelas curvas, visto que já estávamos chegando perto de uma alguma área urbana e por isso acho que alguém mais devia ter visto! Era evidente, negro e grande como este do vídeo abaixo:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.