quarta-feira, 27 de julho de 2016

TERRA OCA - TEORIAS E VISITAS DE UM ALEMÃO

Imagem da Internet de um livro antigo sobre o tema!
O artigo abaixo, porém, foi baseado na entrevista da TV alemã QUER-DENKEN.TV
(lê-se: kuér-denken-TV e significa: PENSAR NA TRANSVERSAL), do link abaixo:


EXISTE VIDA NO INTERIOR DA TERRA? 

William Shakespeare responderia:

Há mais coisas entre o céu e a terra 

[e abaixo dela!!!] 

do que pode  imaginar nossa vã filosofia!


O tema, embora ainda desconhecido para os leigos, é tão controverso e complexo quanto é a origem da Humanidade! 
Somando-se a isso a tendencia de forçar uma teoria para explicar tudo, vem-se gerando crenças cegas, depois ceticismo absoluto, ou a negação de qualquer possibilidade de voltar a checar um assunto que se tornou desgastado.
Isso também ocorre com o tema Terra Oca. 
Para quem gosta do tema, vale a pena checar o conteúdo da entrevista abaixo, retirado do link acima, do qual citarei passagens chaves e o texto-marketing, traduzindo-os do alemão.

Quem me conhece sabe que o tema Intraterrestres (ou ITE) me fascinou mais que os Extraterrestres (ETE), desde que soube deles pelos 20 anos.
Mas, como com tudo, a gente faz pausas e tem épocas que pesquiso e épocas que pauso e daí algo me cutuca, como agora, com o vídeo do link acima, que minha irmã mais velha me enviou e pronto,  lá vou eu... fundo!!! Até o meio do mundo!!!
E mal traduzi o conteúdo do vídeo e já apareceu um texto longo; ainda vou ver o que vou traduzir dele para agora complementar este assunto complexo!!! Por isso já mudei o título de modo a poder criar uma série fácil de identificar, afinal, este blog é meu Arquivo Público, de temas sobre os quais gosto de ler e compartilhar! Como uma biblioteca pessoal mas pública!
E BOM PROVEITO! 
E se engana quem acha que se o tema em si não interessa não há nada que interesse no texto - há muita coisa que vai INTERESSAR A TODOS!
Vai dar uma nova visão de vida! Ou reforçar aos que já tem uma similar!



Texto Marketing 

Christa Jasinski é a viúva de Alfons Jasinski,  ex-membro de uma Ordem e portador de conhecimentos secretos. O autor publicou anos de experiência com a terra oca em forma de livro. Ele estava em contacto com duas espécies diferentes que vivem "no meio de nós" no verdadeiro sentido da palavra.

Christa Jasinski descreve como ocorreu o primeiro contato entre o marido e o mundo oco (terra oca). Ele era um membro de uma hoje extinta Ordem Científica, que veio acumulando por séculos todos os conhecimentos passíveis de serem coletados. Incluindo todos os fatos relativos ao tema terra oca.

Um dia Alfons Jasinski estava exausto de seu trabalho. Seus companheiros de Ordem o enviaram de forma categórica  para um período de 14 dias de recuperação em uma cabana abandonada. No caminho ele encontrou um monge franciscano. Uma profunda amizade se estabeleceu entre ambos a partir de então. O monge informou a Alfons Jasinski sobre seu conhecimento a respeito da Terra Oca. Mais tarde, Alfonso Jasinski descobriu que o encontro com o monge não era tão aleatório como ele havia suspeitado inicialmente. Ele aparentemente foi escolhido deliberadamente para este conhecimento.

Duas espécies diferentes parece que se fixaram no interior da Terra. Também contato regular com civilizações extraterrestres os habitantes da Terra Oca pareciam já manter. Guerra não existe lá - mas em outros casos não parece ser muito diferente do que em nosso hemisfério.

Sob o nome místico de Athos de Thalus Alf Jasinski apresenta em seus livros "Thalus de Athos - relatos de experiência sobre a Terra Interior" suas próprias experiências a respeito extraídos de seus diários e protocolos de memória. Alfons Jasinski foi contactado pelos habitantes da "Terra Oca" no ano de 2002. Pouco tempo depois ele foi autorizado a visitar as pessoas no interior da Terra. Ele esteve fisicamente lá e teve muitas conversas com eles. A esposa Christa teve muitas conversas com o marido acerca de suas experiências. Ela própria teve contatos mentais (telepáticos) com algumas pessoas no interior da Terra.

A seguir partes da entrevista

1) A Ordem, citada acima, existia há mais de 5.000 anos, sempre recolhendo todos os conhecimentos existentes sobre (e do interior) do Planeta, da qual Alf fazia parte.

2) O frade franciscano não pertencia a Ordem diretamente ligada a Igreja Católica, mas também não era uma ordem ilegal do ponto de vista religioso.

3) Porque Alfons?
Diante da pergunta, Christa respondeu que seu marido não tinha nada de especial para se tornar o agente de contato. Ela mesmo chegou a conhecer vários membros e nem entendia do porque eles faziam parte de uma ordem do gênero. Diziam apenas que este contato fazia parte da "assinatura da alma" de seu marido.

4) A coragem de Alf em publicar sobre seus contatos
Dentro da Ordem havia muitos contatados (no final ela explica que eram aprox. 30 mil, mas supus que esse número se referia ao mundo todo e não apenas os da Ordem), e que nenhum deles se dispos a tornar este assunto público por motivos imagináveis e, mesmo assim, nunca imaginaria que fossem tão molestados por diferentes grupos e pessoas - foi uma época terrível da qual ela evita falar e relembrar.

5) Como ele chegava no interior, pergunta Michael. 
Christa responde  que ele era transportado com uma espécie de "elevador". Os encontros eram marcados em dias precisos, onde diziam que se abria uma janelo do tempo. Ele tinha que estar em determinado lugar e de repente se abria uma "bolha" e num piscar de olhos ele estava lá dentro (algo similar relata Sixto, dando o nome de Xendras a estas "bolhas"- quando era convidado a visitar outros planetas ou planos). Eles tentaram explicar a Alf como ele era "transportado" mas ele não era um técnico e não entendia e para simplificar chamava a tal bolha de elevador. Christa pode ir a um dos locais e ela disse que se sente outra energia por lá... mas eles diziam que a qualidade do tempo tinha que estar de acordo para o tal teletransporte.

6) Duas espécies: a Homo Sapiens e a Neanderthal
Contaram que há muito tempo atrás a humanidade vivia tanto interior como exteriormente - não havia uma divisão como hoje em que ambos os grupos mal se conhecem ou contatam. E que daí veio um grupo de Extraterrestres que queriam nos manipular para seu uso e que se depararam com duas espécies aqui, a humanóide, o Homo Sapiens, e a reptilóide, o Neanderthal! 

Aqui cabe um bom parêntesis para os menos informados sobre as diversas origens - leia-se: interferências genéticas a qual temos sido submetidos!

Domingo passado assisti, por acaso?, a um Documentário da History Channel onde abordaram os contatos com alienígenas com feições reptilianas e outras e a hipótese de que nem todos os dinossauros teriam sido extintos e que talvez deles tenha evoluído uma outra espécie que não a humanóide! 

E daí temos o inusitado relato das tábuas sumerianas traduzidas, entre outros, por Z. Sitchin, onde, em forma de autobiografia, Enki relata de como criaram o primeiro homem usando seus genes e de macacos no LIVRO PERDIDO DE ENKI. Por isso: que ninguém pense que a história de vida de nosso planeta possa ser explicada por uma só teoria! Seria loucura! E os crentes também não precisam ficar preocupados, pois que Deus não cria diretamente e sim através de seus Ajudantes, que recebem diferentes nomes de acordo com a tradição e idioma - o que é apenas natural e lógico - e, sobretudo, que eles comecem a acordar e ver que o famoso Javé não era o Deus-Pai, e sim foi assim também chamado, confundindo mais ainda os incultos, visto que existe o nome divino para Deus/Oculto de JAHVÉ OU IAUE, mas o  Javé que manda matar e saquear, era um dos tais Etes que queriam produzir uma raça sua, pura, por conta... leiam a Bíblia com olhos mais críticos e verão que Deus-Pai-Amor e compassivo JAMAIS poderia ser o belicoso Javé, que nem sabia onde encontrar Adão e Eva... ora, tal como Däniken sabiamente deduziu: um Deus Onipotente, que sabe cada fio de cabelo que cai de nossa cabeça, não sabe onde se esconderam Adão e Eva??? E então percebam que a história de Adão e Eva é um relato misturado, ora de interferências genéticas (de um Ser Serpente ou Reptilóide!!), ora de relatos de origem divina mesma... e isso confunde só quem insiste em ver a Bíblia como um Livro Sagrado de A a Z, quando sabe-se, há séculos, que principalmente o velho testamento é uma colcha de retalhos de tradições e mitos trazidas pelos judeus da pagã Babilônia e alguns livros ou trechos realmente inspirados por DEUS-PAI-AMOR.
No final deixarei o link sobre a BÍBLIA que fala por si!

7) Mais detalhes da interferência dos Etes 
Christa continua relatando sobre os reptilóides dizendo que ao os Etes constatarem que os reptilóides não se deixavam escravizar tão facilmente criaram uma guerra entre os dois grupos (Isso soa familiar?? Entre nações, famílias, etc.?). Parece que eles queriam dizimar os reptilóides sem sujar as mãos (diria eu!) e assim nos escravizarem sem concorrência. Diante disso os reptilóides se mudaram para o interior da Terra e alguns grupos humanóides também e no decorrer do tempo eles selaram a entrada ao acesso de forma energética!
Ela disse que os reptilóides não existem mais fora da Terra (sobre a Terra) apenas no interior.
Atualmente sabe-se que os seres reptilóides saem por algum local da China (? - não lembro se peguei o nome correto) e são conhecidos por lá, eles os chamam de Nagas (veja India x Nagas no History Channel). Alf chegou a fazer amizade com um deles (Starsa), que foi preso e amplamente examinado, de todos os modos por diversos laboratórios  (dá a entender de modo cruel) e que no final dois vigias de um laboratório se compadeceram dele e o deixaram fugir.
(Ela relata aqui detalhes sobre a aparência deles, dizendo que só se vê a diferença quando se olha bem de perto - de longe não se nota).

8) Algumas civilizações que vivem no interior da Terra:
Relatou que existem civilizações que vivem nos amplos sistema de túneis que percorrem todo o planeta (quem lê sobre o tema sabe a respeito e quem se interessar basta ler o livro O MUNDO PERDIDO DE AGHARTA de Alec Mclellan). Cita rapidamente que sob Tibet vive um povo ligado a Shamballa e sob a América do Sul os antigos Lemurianos (talvez haja uma confusão aqui: pelo que sei aqui vivem mais os Atlantes e sob América do Norte, entre outros Mount Shasta, os Lemurianos). Ela mesmo diz que não lembra direito destes detalhes (mas em seus dois livros, já publicados, devem constar - penso eu, visto que se tratam de transcrições dos diários do marido Alf).
Explica que eles produzem sua luz por meio de culturas de cogumelos com os quais cobrem as paredes e que geram uma luz fluorescente, os quais armazenam em cristais, e estes os refletem concentrados de volta e a isso chamam sol de cristal!
E que daí existiria sim um sol de plasma bem no centro oco da Terra e em volta existiria um campo de vácuo e depois existiria um mundo com seus habitantes (diferentes dos que habitam nos sistemas de túneis - ela não fala isso, subentende-se).

9) Sobre seu modo de vida
Aqui Michael faz uma pergunta que gera uma resposta incrível: ele pergunta se eles então vivem em cidades como nós. E ela responde:
- Eles não usam o sistema de cidades - dizem que tal modo de vida apenas é necessário quando se precisa escravizar as pessoas - eles vivem nos campos, cada um tem sua terra, em comunidades agrícolas, de forma livre. Tem animais, quase parecidos com nossos e alguns que aqui já foram extintos ainda existem por lá, mas mais em direção a abertura dos pólos, sem bem me recordo. Etc.
Que eles vivem na 5D e que ela ainda é material, apenas que a consciência é de 5D, e isso significa que podem materializar as coisas de forma imediata porque estão mais em contato com a esfera astral (que é o nome místico da esfera ou corpo emocional - lembram que todos que escrevem sobre o Segredo e outros, dizem que sem o fator emocional - que é sinônimo de astral - não há materialização de desejos, etc.? Eu mesma tive um eureca quando descobri este dado nas entrelinhas de um livro e por isso cheguei até a formatar um texto sobre os 7 segredos do Segredo) e que também podem ter uma visão sobre o tempo/espaço da 4D porque vivem na 5D (ou seja: entendi que se alguém vive dentro da própria 4D ele não teria o espectro da visão que um da 5D tem, que seria como ver o mundo do alto, quem está dentro do mundo o vê de forma limitada). 
Que ainda vivem em corpos físicos (mas talvez sua matéria seja mais aérea, mais etérea, uma maetérea como cunhei o termo em um artigo há anos), e que se comunicam de forma telepática e por fala. Falam um idioma muito antigo, algo que remonta a um período em que todos falavam este mesmo idioma, um antigo idioma védico, que teria similaridade com o antigo idioma siberiano e este muito a ver com o alemão antigo e por isso, se falavam devagar, Alf conseguia entender relativamente bem e quando não, tinha um aparelho tradutor. Já os reptilóides falam um outro idioma, mais sibilante. (Até então eu achei que ela se referia aos habitantes do Interior Oco, mas parece que se refere aqui somente aos habitantes do sistemas de túneis - nos livros isso deve ficar mais claro pois não tenho mais tempo agora de rever a entrevista).

10) O perigo nuclear e suas interferências!
Aí ele pergunta sobre como eles nos vêem, se se interessam por nós, se interferem, etc. E aqui ela cita algo muito interessante do qual muitos de vocês sabiam, ou seja, que eles apenas interferiam no caso dos experimentos atômicos pois estes os afetariam também... mas... daí constataram que sem querer acabaram estimulando desta maneira os experimentos, visto que ao os Intraterrenos minimizarem os efeitos os cientistas achavam que a energia atômica não era tão invasiva ou ofensiva... e que desde então não interferem mais nos resultados, justo para os cientistas tomarem consciência dos perigos reais!

11) Sobre o nível de conhecimento deles & tecnologias
Ela disse que não dá para se comparar o tipo de conhecimento deles porque eles tem outro conceito de ciência, visto que a nossa é baseada no hemisfério esquerdo (racional) e a deles não. Se eles usassem nossa tecnologia já teriam perdido como nós, por exemplo, o uso da telepatia ao fazer uso de um telefone (hoje sabe-se que qualquer órgão que não é usado acaba definhando, assim vem se gerando mutações na natureza e em nós sem que o percebamos de imediato).
Por isso eles renegam qualquer tecnologia do nosso gênero e cita outro exemplo que eles mesmo citaram: ao a humanidade começar a fazer uso de sistemas de aquecimento (ou resfriamento) o corpo perde a capacidade de autorregular-se. (Belo consolo pelo tanto que passo de frio aqui!!! Vou falar com meu corpo, pois embora eu sinta realmente frio desconfortável a partir de zero graus abaixo, ainda assim sinto... preciso melhorar esta marca!).

E então cita algo incrível em relação ao modo como funciona sua tecnologia - é uma biotecnologia onde o critério base é de nunca extrair algo da natureza de forma direta, como se fosse um "roubo". Exemplo: eles constroem suas naves a partir de bactérias, as quais são introduzidas entre o vácuo de dois campos, lá são alimentadas e de sua excreção se extrai um material orgânico altamente elástico, com o qual moldam suas naves. Ou seja eles usam algo da Terra, mas não extraem de modo negativo nada dela.

No final Michael pergunta novamente sobre energia e tecnologias do tipo livre e ela dá um exemplo de tecnologia: eles não lavam roupas com água mas via tecnologia sonora. E explica novamente que seu marido não tinha aptidões técnicas e por isso nem fazia perguntas desta área e tampouco sabia transpor em palavras temas mais complexos ligados a tecnologia. Ele era mais um historiador e se interessava amplamente quanto a história da humanidade e similar.

12) - Eles se definem pelo Ser e não pelo Ter. 
Foi a resposta de Christa quando Michael pergunta sobre sua sociedade!
E que isso evita qualquer confronto, guerra, etc. 
Ela entra em alguns detalhes que todos podemos imaginar, ou seja, que por lá ninguém trabalha portanto para ganhar, nem ostentar, nem nada similar. Cada um trabalho por pura vocação em algo que lhe agrade e o excesso é levado a um local onde cada um pode pegar do que precisa. Outro ex.: digamos que um casal decida viver junto, então a comunidade se reúne e quem sabe construir vai lá e constrói a casa para o mesmo. E que existem pequenas comunidades, como já dito no início que são regulamentadas por um conselho de 12!  Sempre de 12 que extrapola então no mágico número 13, ou seja, os 12 juntos formatam uma nova visão de algo, por isso diz-se que o 13 é o número do não usual (não do azar - algo muito mal entendido, eu, pessoalmente, sempre amei o número 13 muito antes de saber seu significado e pela astrologia Inca pertenço ao 13. signo, da constante mudança ou metamorfose... eu que o diga). 
Portanto 12 juntos geram algo novo, uma nova visão, uma nova compreensão, por isso, quem entende de Astrologia, sabe que os 12 signos representam 12 visões ou caracteres ou temperamentos, depende onde é aplicado, e que tal é limitado e não nos traz algo novo e sim nos prende a roda do usual - seria como andar em círculos. Somente com o 13. signo ou elemento (que na simbologia cristã é a Consciência de Cristo), é que surge algo verdadeiramente novo, uma nova espiral, dentro de qualquer contexto, seja social, religioso, pessoal. Sacaram a dinâmica do 13? 

Aliás, outro parêntesis meu aqui: tecnologia de lata!
Acho que finalmente entendi do porque sempre abominei a tecnologia feita de lata do planeta - isso inclui carros, foguetes, aviões... De um lado sou grata que existam e que nos ajudem, mas sempre lamentei profundamente pelo planeta por ter que suportar tanto lixo metálico e em geral (com 15 anos, em 75, fiz um trabalho sobre reciclagem de lixo na escola pois o tema já me incomodava muito: nossa sujeira!), aliás, me dói ainda hoje, mas procuro esquecer, pois não posso mudar o mundo por conta, mas apenas fazendo minha parte e hoje sei que mudar o mundo é responsabilidade de todos e que isso só é possível quando a gente muda, mas... sempre evitei e evito, ao máximo, adquirir produtos dos quais não preciso por necessidade e isso até incluiu um carro - evito também viajar de avião tanto quanto posso pelo estrago que os mesmos causam na atmosfera, enfim... coisa que quase nunca comentei com ninguém pois não achei que me entenderiam (na época e hoje já existe uma consciência planetária, graças!); bem,  e agora me sinto, finalmente e amplamente compreendida lendo isso, pois, na época achei que era anormal e em parte era, mas só comparada a sociedade do Ter, pois para mim o Ser sempre foi o essencial! (Prova mais evidente e fácil de cita é da época em que fui Manequim em São Paulo e recusei fazer comerciais de cigarro, álcool, remédios químicos e outros, com os quais teria ganho rios de dinheiro - em troca tive que passar a pão e margarina, que abominava, pois sabia o quanto fazia mal a margarina já na década de 80, vivendo em Sampa - e, além disso, era macrobiótica na época, depois me tornei vegetariana - escrevo isso não para me gabar, mas para dar UM exemplo de vários onde deixei de ficar milionária para não vender minha consciência! e não me arrependo, pois hoje, mais do que na época, eu sei que a gente precisa "pagar" por tudo que faz ou deixa de fazer - e isso inclui o reino mineral, vegetal, animal e hominal).

Voltando ao tema: ela disse que cada um sabe o que é, e que ninguém precisa definir seu ser pelo ter!
E ela ainda explica que participar do conselho não dá poder a ninguém - e que não existe tampouco um sistema de troca pois isso também ativaria a ideia de poder/ganhar/ter. E que também não existe o fato de alguém ser só uma coisa, e se definir por tal, como: sou dentista, sapateiro, mas que cada um tem variadas habilidades e que as crianças também não vão a escola para aprender algo sistematizado. Ela deu um exemplo: 
- Digamos que uma criança queira construir um barco e outras sentem o mesmo. Elas se juntam e buscam por ajudas especializadas de quem tem vocação para o tema e assim vão pegando aulas sobre madeira, matemática, física, etc. enfim, todo conhecimento implícito na construção de um barco menor ou maior, e assim a criança aprende naturalmente diferentes matérias por fazer algo do qual sinta prazer ou vocação. E também não existe um conceito de que a criança é menos que um adulto! Elas são tratadas de igual pra igual.

13) Conceitos de Saúde x Doenças
Eles teriam dito a Alf que se a humanidade atentasse para os Cinco Conceitos de Saúde do Dr. Hamer (redescobertos por ele!), nós não teríamos mais doenças.
(Vejam no final do artigo link de um artigo a respeito - um amigo fez este ou um curso similar no Rio há muitos anos, por isso conhecia o tema, mas confesso que nunca me aprofundei nele).
Caso exista algo similar a uma doença, eles sabem que isso é fruto de algo da psique e daí eles são colocados em tubos os quais equilibram o sistema e evitam de antemão qualquer doença que se somatiza no corpo, como acontece conosco.

14) Porque Alf não ficou lá embaixo? 
Ele até gostaria, responde Christa,  mas eles disseram que ele encarnou aqui em cima e aqui ele tem sua missão. E quando perguntado se Alf poderia levar sua esposa, responderam que não, pois caso ela queira, ela pode entrar em contato mental conosco... e ela então explica ao Michael que nem sabia que possuía tal capacidade e que no início eles começaram a enviar mensagens curtas logo ao acordar e depois pediam se havia recebido o recado e assim sua capacidade foi se ampliando.

Michael ainda faz outras perguntas que não considero mais tão relevantes e, além disso, estou com sono e quero finalizar este tema pois depois não terei mais tempo de retomá-lo - tenho que aproveitar literalmente a Janela de Tempo que se abriu sem eu imaginar para fazer este trabalho de tradução básica.

Ainda disseram que não podem convidar todos que gostariam de entrar ou que eles gostariam, senão perderiam o controle sobre isso! (Afinal, ainda por cima somos muito agressivos e conseguimos influir negativamente grupos pequenos, gerando discórdias - não pense que exagero, temos um poder negativo muito maior que supomos - e o positivo tem força igual... no caso deles para conosco, mas... quem já quer viver aqui em cima com pessoas tão agressivas como nós? Que matam seus sábios? Que só querem ter e ter e ter e ter e ter...e para isso mentem, matam, destroem, escravizam sem fim...).

Daí, meio que concluindo, Michael pergunta então como eles poderiam ter uma boa influência sobre nós, para nos ajudar, servir de exemplo... e daí ela responde que foi justamente para isso que Alf teve que escrever os livros - ela na verdade, pois ele teve que compilar todo o conhecimento recebido em formato de diários e protocolos como citado no inicio, os quais ela agora está transcrevendo, e o que parecia ou deveria se transformar em três livros, parece que vai extrapolar ao número previsto por Alf.

Conclusões

Creio que traduzi praticamente tudo esperando que esta tradução motive algumas editoras brasileiras a traduzirem os dois volumes já publicados em alemão! Basta acessar o link que consta abaixo da entrevista onde consta até o e-mail da Christa.

E se alguém ainda resiste muito quanto aos habitantes intraterrenos ou subterrâneos (em túneis), comece a pesquisar na net e encontrará relatos incríveis, inclusive de povos nativos, de todos os continentes - o mais intrigante parece ser do povo Hopi, mas existem muitos. E o livro citado (O MUNDO PERDIDO DE AGHARTA), além de uma delícia de se ler (pois o autor jamais imaginou um dia publicar um livro a respeito - tudo começou com um inocente passeio a uma mina desativada na Inglaterra, se não me engano), contem os casos mais populares antes da Internet. Imagine hoje!
Lembrando a todos que eu moro numa região onde nos anos 60 Raymond Bernard se instalou para justamente encontrar uma das muitas entradas que existem no Brasil e no mundo. E que nos anos 80 nos mudamos para o Mato Grosso atrás de um conde sueco, Udo Oscar Luckner, que tinha contato com Intraterrenos - tenho todos os livros publicados por ele na época! Na verdade tenho uma biblioteca de temas diversos.

Deixo no final um link no final onde J.A. Fonseca relata muitos detalhes da região do MT (Barra do Garças) onde morei por poucos anos e cheguei tanto a conhecer Udo Oscar Luckner bem como alguns dos monumentos citados com imagens. Lá eu também conheci algo que denominei, anos depois, vivendo na Suíça de:
SENSAÇÃO DO SAGRADO!
Era tão forte esta sensação seja andando pela cidade com a bela vista da Serra Azul (eu trabalhei de redatora de um jornal regional na frente da Serra!), seja andando pelo Cerrado, que as vezes meu peito parecia explodir... hoje acho que tal sensação deva estar sendo minada pelas fazendas de gado que estão acabando com o lindo e amado Cerrado e isso me dá tanta tristeza que nem vontade de voltar tenho para ver a beleza da região, pois só de pensar já me dói o coração! Foi esta Sensação do Sagrado que me fazia ter uma saudade imensa de lá, fora a beleza natural!

Esta Sensação do Sagrado voltei a sentir somente aqui, quando vim visitar minha Mãe da primeira vez e foi tão forte que eu queria viver aqui a qualquer custo, mas não deu certo... anos depois deu certo e agora vivo por aqui... mas claro que também tive que pagar o preço e em parte ele foi bem inesperado!

Conclui que a tal da Sensação do Sagrado deveria vir das cidades subterrâneas que existem aqui perto e que existem no Roncador! No livro citado acima o autor cita Raymond Bernard, disse que alguns colonos antigos ouviam um Canto Coral vindo de "longe"... das profundezas das cavernas... do Monte Crista! E a bem da verdade houve mais um lugar que me inspirou esta Sensação do Sagrado e a mesma saudade e vontade de viver por lá (e até que tentei, mas na época não deu certo): o Templo Renova de Holanda! 
Recentemente descobri outro lugar que embora nunca tenha visto, consegue me tocar profundamente: Arunachala na Índia - a Montanha Sagrada! Montanhas sempre foram veneradas como Templos vivos da natureza, em especial algumas e elas são de fato templos vivos! Quem sabe sabe! 
Hoje eu sei que existem vários lugares no Planeta que tem uma vibração alta e que nos tocam fundo... na caverna do nosso coração espiritual, e daí estes locais (que podem ser naturais ou templos ou pessoas) nos chamam, nos atraem magneticamente de forma imperiosa. 
Infelizmente esta Sensação do Sagrado eu também não sinto mais por aqui... mas talvez possa recuperar isso!

E acreditem, Shakespeare sabia de muitas coisas, inclusive que...

Ser ou não Ser, eis a questão!

Eis a big question!

Uma frase batida, mais citada do que o Salmo 23, (que adoro!) e igualmente mal compreendida em sua total profundida!
Quando somos?
Quando sabemos quem somos além do nome, da profissão, da origem racial...
E nos identificamos com o tal Ser... e não mais com adjetivos!
Quem sou eu? 
Tolle responderia:
A consciência (divina) que se tornou consciente de si mesma!
Quando chegamos a compreender esta frase, é porque chegamos no interior de nosso Planeta-Ser!

A este respeito escrevi no meu livro publicado no Scribd
OS HOMENS-LIVROS:

Outros que já acessam a porta secreta existente em seu coração, buscam pelo portal do coração da Terra! E estes, as vezes têm vislumbres, ou intuições ou então revelações a respeito. 
Há os que buscam pelo portal físico: uma caverna, um lago, uma montanha!
Mas há os que sabem que estes portais não são para os mortais que ainda não acessaram o portal de seu coração.
Há portais que permitem um acesso a regiões que parecem acessar o coração da Terra, mas são passagens para outras regiões. Trata-se de um labirinto para quem ainda não acessou as portas de seu coração, mas um mapa claro para quem já transita com facilidade nas alamedas de sua própria alma.

Helena Shakespeare... sorry Schaffner!!!

(Houve uma época em que fiquei tentada de usar um pseudônimo e um dos seria o acima, ou Helena Hesse!!! de Hermann Hesse, cujo Museu visitei em Calw e a quem admiro muito pelo seu livro Siddharta em especial).


LINKS SOBRE A TEORIA DA TERRA OCA

ARTIGO MAIS COMPLETO SOBRE O TEMA
http://www.viafanzine.jor.br/site_vf/ufovia/intraterrenos.htm
Muitos dos livros citados neste artigo tenho em minha Biblioteca, de alguns autores tenho todos e inclusive tenho uma cópia do raro livro de DIAMOR! Uma pérola! Acho até que cheguei a conhecer Fonseca há muitos anos atrás em Barra do Garças. 

LIVRO CLÁSSICO: A TERRA OCA - RAYMOND BERNARD (PDF)
http://muralhadefogo.com.br/Downloads/e_books/raymond_bernard_%20a_terra_oca.pdf

LIVRO COMPLETO: O MUNDO PERDIDO DE AGHARTA - ALEC MCLELLAN
http://www.estantevirtual.com.br/b/alec-maclellan/o-mundo-perdido-de-agharta/3955886506
Como já expliquei no artigo acima, este livro é quase que uma enciclopédia sobre o tema!

LIVRO ATUAL: MESSAGES FROM THE HOLLOW EARTH - DIANNE ROBINNS
http://www.buscape.com.br/messages-from-the-hollow-earth-dianne-robbins-1412005299

SITE OFICIAL DE DIANNE ROBINNS COM OS LIVROS EM INGLÊS E OS QUE FORAM TRADUZIDOS EM OUTROS IDIOMAS
http://www.diannerobbins.com/

LIVRO ACIMA EM INGLÊS PARA BAIXAR EM PDF
http://www.new-age-of-aquarius.com/support-files/messages-from-the-hollow-earth.pdf

LIVRO ACIMA EM ESPANHOL PARA BAIXAR EM  PDF 
http://www.bombonesparaelalma.com.ar/libros/Robbins_Dianne_Telos.pdf

SOBRE INTRATERRENOS E EXTRATERRENOS - HELENA SCHAFFNER
Lembrei que já havia escrito um artigo abordando levemente o tema!
De fato!

MINHA VISITA A AGHARTA - LOBSANG RAMPA
Tal como explico na introdução, traduzi o livreto acima do espanhol valendo-me do Google Traductor.

AGHARTA / SHAMBALLAH / TELOS & LEMURIANOS / ATLANTES
Existem muitas cidades subterrâneas em várias partes do mundo, mas Agharta é a mais importante delas. “O Almirante Byrd escreveu em seu diário secreto, publicado depois de sua morte. O primeiro link abaixo vai dar uma visão mais racional para quem nunca leu sobre o tema, pois cita trechos do Diário do famoso Alm. Byrd!

http://thoth3126.com.br/agharta-e-o-almirante-richard-e-byrd/
http://thoth3126.com.br/agharta-o-mundo-intra-terreno-em-nosso-planeta/
http://thoth3126.com.br/aghartatelos-uma-cidade-subterranea-sob-o-monte-shasta/

MOUNT SHASTA - OUTRA VISITA A TERRA INTERIOR - PARTE 1/3
http://thoth3126.com.br/monte-shasta-outra-visita-a-terra-interior/
A minha história com o Monte Shasta começa seis meses antes de eu ser levada para os caminhos subterrâneos dentro da enorme Montanha. Nós (meu marido, seu filho de um casamento anterior e nossas duas crianças pequenas, dois meninos com idades entre 2 e 4 anos e o meu gato siamês, Pixie) tinhamos embalado tudo o que  tínhamos de bens em um reboque U-Haul e nos mudamos para a montanha  deserta…

TERRA OCA E INTRATERRENOS 3 - MUNDOS SUBTERRÂNEOS
https://adnuntiatum.wordpress.com/2011/02/21/terra-oca-e-intraterrenos-3-mundos-subterraneos/


SOBRE BARRA DO GARÇAS E MT - J.A. FONSECA

SOBRE MONTE CRISTA - SC E PR - MAURICIO BAIER
Achei este relato agora ao buscar por algo sobre o tema -  é um pequeno dicionário inesperado sobre temas que me interessam e a minha chefa, arqueóloga, a qual está catalogando material para seu manuscrito BRASIL, UM ENIGMA DE MAIS DE 50 MIL ANOS!!! Aguardem!!! 

LINKS DIVERSOS

SOBRE A BIBLIA - HELENA SCHAFFNER

HOMENS-LIVROS - HELENA SCHAFFNER

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.