sexta-feira, 22 de abril de 2016

PLANETA TERRA - UM MAL NECESSÁRIO!

Fonte da Imagem: Wikipedia
Bandeira (não oficial) da Terra

Hoje, ao buscar por uma informação no Google, me deparo com a imagem representando o Dia da Terra! Confesso que não me lembrava desta data, nem que eu já a tinha visto! Que triste! E ela existe desde 1970.
Mais detalhes no link da Wikipedia acima.

Mas me lembrei de um poema que escrevi em 1987, ainda vivendo em Barra do Garças, MT, que não achei - daí pensei que tinha publicado o poema no meu espaço no Scribd (que agora só uso para publicar textos mais longos, como Contos, etc.) - mas também não. Em compensação achei o poema abaixo, do qual já tinha me esquecido... e embora foque somente no negativo, acho que faz muito sentido publicá-lo aqui no blog, para a gente refletir como podemos cooperar para elevar a frequência vibratória de nosso belo Planeta Azul... que continua sendo contaminado, sem a menor responsabilidade, justamente pelos grandes, por empresas de porte gigante que tem um poder contaminação igualmente gigante...
Sem falar de nossas matas e cerrados,  que estão virando pasto para gado, mas, se fosse só isso...  ainda emitem uma enorme quantidade de gás metano... e assim, nosso Pulmão Verde vai morrer asfixiado... em função do gado!!!
E como nós, milhões de seres pensantes, podemos ajudar?
Consumindo menos carne vermelha para começar!
Mesmo porque, hoje em dia, carne é sinônimo de hormônios e toda sorte de demônios... digo aditivos... além disso, com tanto dinheiro que possuem estas gigantes, sejam nacionais ou multinacionais, elas podem (e deveriam) substituir a carne e alimentos industrializados, por alimentos que não nos envenenam literalmente, E DIARIAMENTE, garantindo uma saúde frágil já antes dos quarenta anos! 
E a conta quem vai pagar? 
VOCÊ!
E só não vê quem NÃO quer! 
E sendo milhões, nós podemos reverter este quadro, sem grandes alardes, apenas mudando a alimentação, sem afobação, mas de forma constante - aos poucos, consumir menos carne, mais cereais integrais e feijão, pois o nosso maravilhoso arroz e feijão já formam uma proteína completa.
Portanto, você é responsável pelo Planeta - pelo que come para começar!
PENSE NISSO E PARE DE APONTAR SÓ OS GRANDES 
se antes não fez sua parte, pois somos pequenos mas muitos.
E JUNTOS SOMOS FORTES!
Comece se informando... temos tudo disponível na net,
ninguém pode dizer que não sabe como começar.
Que não tem ideias de receitas... isso é desculpa barata!
E quem vai pagar caro é VOCÊ! E o PLANETA!
Com sua saúde e a dele!

Então comece lendo apenas os dois artigos abaixo,
se é que tua saúde e a do planeta te interessam!

OS CINCO VENENOS BRANCOS:

Veja um trecho sobre o Brasil:
A tentativa que a Nova Zelândia vem fazendo para lidar com esse grande problema é um exemplo que outros países, como o Brasil, deveriam seguir; no ano passado, o rebanho bovino brasileiro foi estimado em aproximadamente 204 milhões de cabeças, posicionando o Brasil como um dos maiores emissores de metano derivado dessa atividade. Outra fonte de emissão de metano ocorre posteriormente no momento da decomposição do estrume desses animais, sendo o gado o maior responsável pela emissão de metano, seguido posteriormente pelos suínos.

E agora segue o poema:



PLANETA TERRA - UM MAL NECESSÁRIO!

Não fossem as manhãs silenciosas, nascidas das brumas celestes,
Eu não suportaria as agruras terrestres.
Tantas belezas em meio a tristezas.
Tantas dores escondidas por entre os amores.
Tantos espinhos espiando através das doces flores.
Esta é a vida na Terra, meus Senhores!
Não que eu seja pessimista, antes realista!
Não que eu desista fácil ante desafios,
Mas viver na Terra me dá calafrios diante das discrepâncias sem fim.
Parece-me um imenso laboratório espacial, em que cada um pode inventar seu mal...
Para os misericordiosos, parece ser apenas um teste final... uma prova especial.
Parece que o mal nunca tem fim apesar de todos os Grandes que aqui sofreram por ti e por mim.
Não posso crer que o livre arbítrio possa explicar tantas maldades praticadas durante idades.
Esta Terra me parece um organismo mais do que doente – parece um planeta de indigentes!
É uma tão grande ironia a vida de cada um, que tem dias que penso em desistir de entender:
- enquanto uns perdem seu tempo com as mais puras asneiras
- outros não sabem entender simples brincadeiras
- muitos ocupam seu tempo apenas em se embelezar
- e uma parte para ganhar um aplauso custe o que custar
- outros sentem prazer em enganar
- e a maioria para acumular
- muitos em falar mal de terceiros sem parar
- outros em ficar na frente da tela e contar banalidades
- e uma boa parte para viver anormalidades.
E o que não entendo definitivamente,
É como alguns podem achar este Planeta a única Criação feita por um Deus Onipotente!
Longe disto ser verdade, este Planeta deve ter sido um dos grandes malogros da Divindade, afinal, os Elohins foram Servos Criadores de Deus, e quando viram no que resultou sua criação, devem ter  sentido aquilo que sentem os pais, quando veem seus filhos se consumindo em álcool, drogas e prostituição:
- uma dor imensa, sem comparação!
Assim vejo este Planeta:
- um hospício gigante, onde cada um tenta viver suas loucuras, não importando se o outro sofre agruras!
E não me quero mais me anestesiar com teorias religiosas e outras iguais,  que falam de uma queda ou mais, ou então de que fazemos parte da série de planetas decimais, e pior: que “optamos por experimentar “ as densidades materiais!
Cansei dos AIS DESTA TERRA!
Cansei dos AIS DAS GUERRAS que supostamente buscam pela paz!!!
Cansei de tantas filosofias – de tantas alegrias vazias.
Cansei de sofrer vendo tantos animais e crianças morrendo de fome, frio e de maus tratos, por seres que se dizem “hominais”!
Cansei de ver tanta pobreza mantida à custa de tanta riqueza!

Este Planeta, que ainda vive à base do medo, dor e destruição,
Não pode ser um Planeta criado para algo bom!
Honestamente não posso crer nisto se apenas assisto um dia aos noticiários da televisão!
Ou se vejo como a maioria dos filmes e outros meios de comunicação, incitam ao ódio, horror e destruição! E com que satisfação uma grande parcela consome tal podridão!
E só não sucumbo a tanta decepção, porque sou teimosa e otimista no fundo do meu coração e quero crer que este Planeta, APESAR DE TUDO, tem alguma misteriosa e pouco compreendida função, que eu arriscaria em resumir como sendo um planeta para exterminar o mal em sua concepção, ao permitir-se nele sua mais crua experimentação!

Helena Schaffner
21.5.2012
(Têm dias que a gente vê tudo pela metade do copo vazia – este foi um deles).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.