domingo, 22 de fevereiro de 2015

EU, Eu, eu!

Imagem Internet


Quem sou eu?
- Perguntou o pequeno eu um dia, cansado de saber que todos se definem pelo nome pessoal, sobrenome familiar e ou conjugal, pela profissão e habilidades diversas.
Mas o pequeno eu já percebeu que isso tudo não o define por completo! São aspectos materiais dele.

Então a alma respondeu:
- Você é, sobretudo, meu corpo ou minha veste na Terceira Dimensão, sem eles eu não teria como me manifestar e experimentar a Vida em suas variadas formas, seja através da mente e sentimentos.  Você é Eu na forma visível e tangível! Somos UM em verdade, e dois apenas em teoria, até que ambos acordemos para esta realidade!



Pequeno eu entendeu a estas alturas da vida tal paradoxo, sim, porque somente o paradoxo pode explicar verdades altamente abstratas para uma mente concreta ou racional.

Mas, diante dessa pergunta , a própria Alma ponderou e se perguntou:
- E quem sou Eu?

E o Espírito respondeu:

- Você é minha veste, meu corpo, por meio dos quais experiencio a Vida em suas variadas nuances. Você é meu Eu mais próximo, minha querida!

A Alma entendeu, afinal era apenas uma questão de aritmética a situação dela e do pequeno eu.

Mas depois de ter respondido à Alma, o Espírito ficou intrigado e se perguntou:
- E EU, QUEM SOU?

Ficou algum tempo em silêncio, como para criar um campo adequado ao Ser que iria responder o interrogado:

- SOIS MEU EU, AMADO ESPÍRITO, FILHO AMADO EM QUEM ME COMPRAZO. SOU SEU PAI, QUE ATRAVÉS DE DIVERSOS CORPOS, TEM CONDIÇÕES DE EXPERIENCIAR A VIDA EM SUAS VARIADAS EXPRESSÕES:
- via corpo físico, que permite o tato via matéria;
- via alma astral, que permite o contato via sentimento;
- via mente etérea, que permite o conteúdo via consciência!

Cada um é sombra de uma Trindade Maior, que se unificam em MIM!
Assim é a sequência no início da Jornada pelos mundos materiais; no final a sequência se inverte:
- A mente se torna a diretriz, porque ENTENDE o que ocorre; o sentimento se subordina à mente, iluminada pelo seu diretor, o Espírito, vós, e o corpo obedece aos impulsos superiores da Alma, porque será inevitável.

- Pai Meu, digo, Nosso, EU entendi o que Vós dissestes, do mesmo modo que a Alma e o pequeno eu entenderam, mas agora nos diga, como devemos fazer para nos tornar UM, tal como fizeram os GRANDES que caminharam por esta Terra e nos deixaram seus exemplos, e, na maioria das vezes, um manual de como integrar estes diferentes "EUS", para se tornarem DEUS! TEUS!

Caros Filhos Amados,
ao terdes chegados a esta etapa de maturidade espiritual, vós já sabeis que há vários métodos de integrar os eus, mas é preciso, como com tudo, sentir no coração se o método proposto, ou em uso, realmente vos toca tão profundamente, que purifiqueis os Eus sem tanta resistência, que é a causa de dores extras. Sobretudo considerai um fator como essencial:

- Estais, automaticamente, limitado ao que acreditais! 
Se vos disserem que para purificar e integrar os Eus tereis que subir dez degraus, assim tereis que fazê-lo; se outro disser que não há degraus, que isso é fruto do pensamento preso a dualidade, e crerdes, assim será. A CADA UM CONFORME SUA CRENÇA! 

Jesus, UM DOS MEUS FILHOS QUE REALIZOU A UNIÃO PLENA COMIGO,  disse: 
- TUA FÉ TE CUROU E A FÉ MOVE MONTANHAS! 
E esta, meus caros, é a mais sutil das provas a que está sujeita uma Alma-Eu via seu pequeno eu: a cada um conforme sua fé!
E como a fé pura é um atributo da Alma Anelante pela União convosco, e a mente um atributo de vós, do Espírito, existe o perigo de bloqueardes a Fé, visto que sabeis demais nesta Era Mental, e achais que tudo é conforme os manuais!!!
Em verdade, há Caminhos variados, mesclas de uns e outros, e este é um tema complexo para esta Era da Humanidade, mas se quiserdes uma resposta mais precisa, podemos dizer que há três grandes caminhos considerando corpo, coração e mente:

- Tendes o caminho da Alma, da Devoção e Fé, também chamada de Bhakti-Yoga, como sabeis, e o caminho da Mente, do Conhecimento Revelado (Gnosis), ou Jnana-Yoga. Ou  o caminho da Ação Altruísta e Desapegada, também chamada de Karma-Yoga, neste, o perigo é o pequeno eu se enaltecer e se orgulhar pelas ações e assim, ao invés de dissolver o seu eu, irá fortalecê-lo! Na época de Jesus, e antes disto no Oriente em geral, foi um caminho válido para o homem comum começar a entender o valor da caridade e burilar seu ego, mas hoje, com a mente ocupando o centro, tudo é enaltecido em função do eu! Hoje todos ajudam com milhões e se sentem bem - e devem - mas a prova implica em ajudar não com "sobras", nem por ostentação, mas por puro amor, mesmo que seja com um pedaço de pão, usando uma figura de linguagem, pois esta ajuda vale mais que milhões dados por orgulho. 

Mas não vos fieis em nomes, conceitos, pois saibam meus Filhos, que há caminhos perfeitos apenas para um ou dois, ou dez ou cem, pois o que importa no final, é que chegais a MIM! E se um caminho vos inspirar a tanto, não hesiteis! Ou direis que há apenas um meio de se chegar ao cume da Montanha Sagrada? Podeis ir á pé, com a ajuda de uma mula, podeis ir escalando, ou de helicóptero; podeis ir a sós, em grupos grandes ou pequenos; podeis ir cantando, orando, meditando, apreciando a natureza; uns demoram mais, outros são mais atuais; uns serão mais desgastantes, outros desafiantes. 

- Mas, PAI AMADO, pergunta o EU angustiado, porque tem que ser assim? Porque ficamos tanto tempo presos a tantos conceitos e teorias?

- Deveis considerar que estais vivendo em um Planeta denso e atrasado em relação a outros da vasta CRIAÇÃO de mundos, em que o uso do Livre-Arbítrio faz parte do contrato de cada CRIATURA. Ocorrem, assim, desvios de todo gênero e grau e isso gera véus sem fim em torno do que, em si, seria algo simples.

- Mas então PAI AMADO, porque destes o Livre-Arbítrio de modo tão facilitado?

- Imaginai, meus Filhos, que tenhais filhos e que sois um Pai Amoroso, que deseja que seus Filhos expressem o que sentirem ser o melhor para eles, sem por isso dispensar seus conselhos valiosos SE ouvidos ou buscados; assim eu dei a liberdade de cada um SE EXPRESSAR, mesmo correndo o risco de vê-los se afundar e se perder, MAS EM TROCA, MINHA MÃO VIVE ETERNAMENTE ESTENDIDA, PRONTA PARA SOCORRER, ACONSELHAR E SUGERIR, BASTANDO ME PROCURAR, no centro de vosso SER, que chamais de CORAÇÃO COM JUSTA RAZÃO, pois o CENTRO DE TODA CRIAÇÃO é sempre O CORAÇÃO e nele estais todos UNIDOS COMO POR UM FIO INVISÍVEL, que SOU EU O PAI DE TODA A CRIAÇÃO!

- Mas então PAI  AMADO, quando saberemos se estamos usando nossa Liberdade com Sabedoria ou abusando e criando desarmonia?

- Vede novamente o exemplo dos filhos: quando eles usam sabiamente seus atributos, sem causar danos a terceiros de modo proposital, é certo que estais no caminho certo! E os erros ou dores advindas destas experiências serão então normais, sem tantos "ais", sem tantos "why?"

- Entendi, digo, entendemos PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS E EM NÓS através deste vosso EU MAIOR, vosso ESPÍRITO, que vos fala, por ser o mais próximo de Vós, mas então nos dê uma dica mais direta de como podemos comungar com Vossa Sabedoria, Amor e Poder em nosso dia-a-dia!

- TODOS MEUS GRANDES MENSAGEIROS disseram algo em comum, cada um em suas palavras e idiomas:
SILENCIAI - SILENCIAI E SABEI QUE EU SOU DEUS!

Silenciar significa parar com todo fazer, pensar e sentir, sem se forçar, apenas se propondo, seja sentado, andando, ou como acharem melhor, o importante é sentirem este Silêncio aumentar mês a mês, é praticar. Silenciar significa ir além da mente racional, é atingir uma quietude interna tal, que acabem atingindo o PRESENTE, O AGORA, ONDE RESIDE  O SEMPRE E O ETERNO! 
Neste CENTRO ME ACHARÃO À VOSSA ESPERA, COM MUITA ALEGRIA E SATISFAÇÃO e que seja por segundos no início, sentirão seus efeitos em breve em tudo que fizdesde! E praticando sem cessar, ireis criar um vácuo cada vez maior em vossa mente racional, por onde então, se formará um canal de comunicação cada vez menos ruidoso entre NÓS, até que um dia ouvireis minha VOZ, A VOZ DO SILÊNCIO!

A partir de então nunca mais sereis os mesmos e buscareis esta Voz como o sedento que descobre a Fonte de Água Pura e seria capaz de fazer alguma loucura para dela beber todos os dias! Assim, com esta paixão, tereis que buscar pela VOZ SILENCIOSA EM VOSSO CORAÇÃO.

Os três Eus suspiraram profundamente e se comprometeram a se ajudar mutuamente:
- o eu físico e material, ao propiciar um espaço e tempo diário para contatar a Voz;
- o Eu imaterial, ou a Alma, a usar sua força devocional e fé para garantir a prática;
- o EU espiritual ou a mente, a se lembrar que deve ir além dela, da mente, e, sobretudo, se lembrar...
... que Ele é TODOS OS EUS, em diferentes tempos e dimensões, cada um com diferentes funções, e que da MANUTENÇÃO dessa consciência, dependerá a UNIÃO COM O PAI, em função da qual, poderá dizer, algum dia, com plena ciência:

EU E MEU PAI SOMOS UM!

E O PAI DIRÁ:
- ESTE É MEU FILHO AMADO EM QUEM ME COMPRAZO!

AMEN!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.